História do crowdfunding

O primeiro caso de crowdfunding está relacionado a Estátua da liberdade, o famoso monumento símbolo da cidade de New York. Quando a Estátua da Liberdade foi doada pelos franceses, os Estados Unidos não tinham a capacidade econômica para poder financiar a construção do pedestal que serviria como base ao monumento. Inúmeras foram as tentativas para conseguir arrecadar a soma necessária de 100.000 dólares, mas nenhuma das tentativas foram bem sucedidas. Foi assim que Pulitzer, que era editor de um jornal, decidiu publicar o nome dos doadores, independentemente da soma depositada. Em cinco meses foram arrecadados 102.000,00 dólares por parte de 120.000 doadores que, na maioria dos casos, tinham doado menos de um dólar.

Em 2007 o crowdfunding virou um instrumento fundamental para permitir que uma pessoa se candidatasse e vencesse as eleições presidenciais nos Estados Unidos. No dia 14 de fevereiro de 2007 Barack Obama abriu uma plataforma online, criando uma campanha de arrecadação de fundos para poder financiar a sua própria candidatura para as eleições presidenciais. Foi um modo inovador para envolver diretamente a população estadunidense. A história deu razão para a sua iniciativa! No mês de fevereiro de 2008, a campanha alcançou o seu ápice, foram arrecadados 55 milhões de dólares, quase um milhão e duzentos mil euros por dia! (Fonte: The Atlantic, Joshua Green, “The Amazing Money Machine“).